Home >

Cruzeiros Marítimos 

 
 
GUIA DE CRUZEIRO MARÍTIMO
SEU  “ RESORT FLUTUANTE ”


MARINHEIRO DE PRIMEIRA VIAGEM
Tudo que você precisa saber para aproveitar o cruzeiro em grande estilo e voltar apenas com boas lembranças na bagagem.

Como escolher o navio?

É o primeiro passo. Você deve se certificar de que as atividades oferecidas se encaixam com sua faixa etária. Perfil e interesse. Todas as embarcações têm infraestrutura para atender desde criança ate o publico de terceira idade. Mas vale ressaltar que há saídas temáticas e programações voltadas para públicos específicos.

Uma dica: Não é regra, mas geralmente roteiros curtos de três e quatro noites são procurados por jovens e primeiro cruzeiristas. As saídas mais longas de sete e oito noites que seguem para o nordeste, por exemplo, costumam ser freqüentados por turistas jovens, casais e famílias, que já tem experiência anterior em viagens marítimas. Já os pacotes para viagens mais longas, como de 16 noites, ou para países vizinhos, como Argentina e Uruguai, são os preferidos por pessoas mais maduras e com interesses culturais.

O que está incluso?
Os pacotes costumam incluir hospedagens, cinco refeições diárias (café, almoço, café da tarde, jantar e ceia) e participação livre nas atividades realizadas a bordo, como festas, shows e brincadeiras. O acesso a piscina jacuzzis, academia de ginástica, sauna, discoteca e biblioteca, também faz parte do plano. Há cruzeiros que trabalham com sistema all-incluive, onde tudo que for consumido a bordo não tem custo extra.

Vantagens do All-inclusive

É ideal para não ter surpresas com a conta no final do passeio. É uma espécie de pacote oferecido por algumas operadoras, em que os gastos com refeições e bebidas nacionais estão inclusas no valor total do pacote. Assim o cruzeirista não precisa pagar nada a mais quando estiver a bordo. Apesar de atraente, vale analisar entre este e o plano convencional para saber que se encaixa melhor ao seu perfil.

A escolha da cabine

Para garantir uma estada confortável, é primordial não escolher a cabine em função do custo. Confira o mapa das instalações para optar pelo melhor lugar. As localizadas no meio da embarcação balançam menos, mas não tem janelas. As mais altas sofrem mais com a oscilação, e as de frente para o deck comprometem a privacidade. Sea idéia é não escutar nenhum tipo de barulho, evite as cabines próximas da âncora, da hélice, das boates, dos elevadores, dos bares e da casa das máquinas.

Documentação exigida

Para s cruzeiros feitos na América do sul, é necessário apresentar a carteira de de identidade original. No embarque de crianças que ainda não possuem RG, é solicitado a certidão de nascimento. Para os roteiros rumo à Europa e aos EUA, são necessários passaporte e visto. Fotocópias, mesmo que sejam autenticadas, não são aceitas.

Dicas de embarque

Verifique se a empresa dispõe de translado para o porto. Caso contrario, o melhor é ir de ônibus ou de táxi para não gastar com estacionamento na zona portuária. Não esqueça de chegar com três horas de antecedência para cumprir com os procedimentos burocráticos ( preencher papeis, apresentar a documentação e despachar a bagagem). Ser pontual é essencial, pois os navios costumam zarpar no horário marcado.

Quanto vou gastar?

Considere em média, U$ 120 ao dia por pessoa. Viajar com dois ou mais acompanhantes na cabine pode reduzir o custo. Outra opção é fazer a reserva com seis meses de antecedência. Vale lembrar que, alem do valor pago pela estada no navio, existem taxas e serviços cobrados à parte. Por isso, é preciso separar dinheiro para bebidas, passeios em terra, taxas portuárias ( que variam dependendo do local e do numero de escalas), telefonemas, lavanderia, serviços extras e gorjetas.

Cartão ou Dinheiro?

O sistema de pagamento é todo em dólar ou cartão de credito internacional ( os mais aceitos são Visa, Máster Card e American Express)mas, a bordo, os viajantes recebem um cartão magnético com o registro de despesas que deverão ser pagas na saída. O mesmo cartão também é usado como documento de identificação do passageiro para controlar sua estada e saída da embarcação. Quanto as gorjetas, o melhor é separar em espécie para Dara tripulação.

Gorjetas

A gorjeta é uma questão muito pessoal e depende de como você é atendido no navio. Não é obrigatória, mas é de bom tom “agradar”quem cuida de sua cabine e o atende no restaurante. Uma sugestão é U$ 1 para maitre, U$2 para garçon, U$ 2 para assistente de garçom e U$ 2 para camareiro. Algumas companhias já incluem no preço da passagem o valor de gorjeta. Procure se informar sobre a política de gorjetas da embarcação.

Enjôo

Uma das principais duvidas. O medo de passar mala bordo é comum, mas atinge menos de 3% dos passageiros, por conta dos potentes estabilizadores das embarcações modernas. Porem, se mesmo assim “o mal dos mares” atacar, o melhor é ir para uma área externa e fixar o olhar na linha do horizonte. Se não funcionar, os tripulantes tem medicações reservadas para isso, basta pedir. Existe também uma equipe medica dentro do navio, mas as consultas são cobradas à parte.

Bares Flutuantes

Os bares são abastecidos com grande variedade de bebidas alcoólicas, cigarros, cigarrilhas e tabaco. Para garantir o bem estar dos cruzeiristas, as operadoras não permitem o acesso de bebidas e alimentos adquiridos em terra firme. A equipe responsável pela segurança do navio está autorizada a recolher os referidos volumes e devolve-los aos hospedes ao final da viagem, no desembarque.

Comunicação

Em geral os funcionários falam o idioma do país e as principais línguas, como inglês e espanhol. Cruzeiros com destino a paises europeus, costumam contar com serviços de tradutores. Nas embarcações, os telefones funcional por satélite e a ligação custa em media U$ 8 por minuto. Por isso vale a pena usar seu celular. Geralmente não tem sinal em alto mar, apenas quando estão muito próximos à costa, mas algumas companhias de navegação já contam com antenas especiais de tecnologia wireless para garantir o sinal.

Internet em alto mar

Quase todos os navios tem cybercafés, mas o serviço é pago a parte. Algumas operadoras oferecem serviços de wireless para o passageiro acessar a internet de outras áreas do navio com laptop.

Refeições em dois turnos

As refeições são servidas em dois turnos, que devem ser escolhidos quando você faz a sua reserva. O horário varia de acordo com a companhia, mas normalmente, o primeiro turno do jantar é as 19hs e o segundo é as 21hs. A dica é marcar no primeiro horário para depois curtir os shows e espetáculos a bordo.

Com que roupa eu vou?

Apesar da fama de requinte e sofisticação, os cruzeiros pelo litoral brasileiro não exigem trajes rigorosos, e alguns são marcados pela informalidade. Para o dia a dia, use roupas leves, esportivas e trajes de banho. Após os banhos de piscina, só é permitido circular nas áreas internas usando camisetas ou saídas de banho.Não se esqueça de levar um casaco leva para a noite, pois a temperatura em alto mar costuma cair. É recomendável também colocar na mala um traje formal, vestido de noite para as mulheres e ao menos paletó e gravata para os homens, para o jantar com o comandante, que (quase) sempre faz parte da programação. Mesmo com dicas, vale a pena a pena consultar a operadora sobre as festas do roteiro. Assim, você não corre o risco de passar por constrangimento como uma festa à fantasia, por exemplo.

Bagagem Extra

Os navios são tolerantes com a quantidade e o peso das malas levadas a bordo. A operadora CVC não estabelece limite de bagagem por passageiro. Mas é bom lembrar que, se for preciso usar alguns trechos aéreos para completar a sua viagem, as companhias aéreas não permitem despachar muito peso, e excedendo a quantidade permitida, há cobrança no local.

Viagem Segura

Os navios dispõem de seguranças treinados que fazem rondas periódicas pelas áreas publicas da embarcação e ajudam a impedir possíveis conflitos entre os passageiros. Mas para evitar transtornos, procure guardar os pertences de valor em cofres, oferecidos gratuitamente.

Desembarque

Na noite anterior à chegada do navio ao porto final, as malas devem ser deixadas do lado de fora da cabine, com as etiquetas entregues no quarto. Na manha do desembarque, siga para o ponto de encontro ( que você saberá qual é por meio de um informativo), para retirar seu documento de identificação e esperar pela ordem de saída. Então, com o navio atracado na costa, procure a sua bagagem, pois de acordo com a legislação portuária, somente o responsável pode retira-la.

 


 
Caravana de Turismo

  Home Roteiro Nacional Roteiro Internacional Amigos do CTA Fale Conosco   Guia Permanente
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.
Guia permanente Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados.


Serviços e Eventos Serviços Delivery e 24hsPagína Principal Turismo Lazer Notícias