Home >

Roteiros

 
  Buenos Aires - América do sul


Buenos Aires

A cidade é, indiscutivelmente, o maior, mais importante e desenvolvido centro urbano, financeiro, cultural, administrativo, político, industrial e comercial da Argentina. A cidade está localizada na costa ocidental do Rio da Prata, na costa sudeste do continente sul-americano.

A importante oferta cultural encontra-se representada na grande quantidade de museus, teatros e bibliotecas, sendo alguns deles os mais representativos do país.

Às margens de um rio que parece mar, quente no verão e gélida no inverno, Buenos Aires é o cruzamento de diferentes culturas e tipos humanos.

COMO CHEGAR

DE AVIAO
Ela conta com dois aeroportos:
Aeroporto Internacional de Ezeiza (situado a 35 quilômetros da cidade)

Aeroparque Jorge Newbery ( aeroproto domestico) e esta a 15 km do centro.

Há voos diretos do Brasil:
Gol (www.voegol.com.br), TAM (www.tam.com.br), Aerolineas Argentinas (www.aerolineas.com) e LAN (www.lan.com)

Os voos que pousam no Aeroporto Internacional de Ezeiza tem os seguintes transportes:
Táxis com corrida para o centro na media de AR$ 190 com bagagem incluída, Micro-ônibus (AR$ 70) e ônibus (AR$ 2).
A linha 8 vai para o Centro, mas é demorada e funciona somente até as 23 horas.

Os voos que pousam no aeroporto os transportes:
Taxis cobram, em média, AR$ 60 pelo trajeto.



DE CARRO

Voce pode seguir pela Paraná pela BR-369, passando por Londrina e Maringa até a chegar a Foz do Iguaçu. Próximo às três fronteiras, atravesse para a Argentina e pegue a Rota 12, e va pela 14 até Buenos Aires.

Pela BR-116 até Pelotas (RS), pegue a BR-471 em direção a Chuí (cidade na fronteira com o Uruguai) e siga até Montevidéu. Pegue a balsa até Buenos Aires ( 3h), ou se preferir continue pelos 180 km de estrada até Colonia del Sacramento para pegar uma balsa rápida ( 1h) ou a lenta ( 3h)


NAVIOS
Tem muitos navios que fazem seus passeios e que param na capital argentina.


TEMPO E CLIMA

O clima da cidade é temperado úmido.
A temperatura média é de 17,6 °C.
A época em que mais chove é no verão, quando se desenvolvem tormentas às vezes muito intensas, fazendo com que enormes quantidades de água caiam em pouco tempo.
Os verões são quentes, com uma média em janeiro de 24,5 °C., a elevada umidade desta época torna sufocante o tempo.
Já no inverno os chuviscos são mais comuns e contínuos e os dias sujeitos a maior nebulosidade, no entanto, não se pode dizer que haja uma estação de chuvas. Os invernos são suaves, com uma temperatura média em julho de 11 °C. Raramente ocorre temperaturas inferiores a 0 °C ou superiores a 36 °C. Os nevoeiros, outra característica de Buenos Aires, tem-se tornado raro e quando ocorrem é por curtos períodos do ano.


PASSEIOS

Os lugares turísticos mais importantes se encontram no Centro Histórico da Cidade, setor formado praticamente pelos bairros de Monserrat e San Telmo.

Plaza de Mayo
é a principal praça do centro da cidade de Buenos Aires, Argentina. A Praça sempre foi o centro da vida política de Buenos Aires, desde a época colonial até a atualidade. Seu nome comemora a Revolução de Maio de 1810, que iniciou o processo de independência das colônias da região do sul da América do Sul.

Catedral Metropolitana de Buenos Aires
O prédio atual é uma mistura de estilos arquitetônicos, com uma nave e um domo do século XVIII e uma severa fachada neoclássica do século XIX, sem torres. O interior mantém estátuas preciosas do século XVIII, bem como retábulos, bem como uma rica decoração neo-renascentista e neobarroca. No seu interior se localiza o túmulo de José de San Martín.

ZOO BUENOS AIRES
Ótimo passeio para as crianças, o Zoo portenho espalha-se por uma área verde plana, com bonito paisagismo e muito bem-cuidada, no coração dos Bosques de Palermo.
Av. Las Heras e Av. Sarmiento, Palermo
+54 (11) 4011-9900 (Telefone) / +54 (11) 4011-9999 (Reservas) / www.zoobuenosaires.com.ar

JARDÍN JAPONÉS
A colônia japonesa da cidade projetou-o em 1967 para agradecer o acolhimento recebido. Dez anos depois, uma paisagista o redesenhou inspirando-se nos jardins zen, que antecedem os templos no Japão. Um bucólico jardim com pontes vermelhas sobre um lago cheio de carpas, que os chicos podem alimentar. Av. Casares, 2966, Palermo - www.jardinjapones.com.ar

MUSEO DE LOS NIÑOS
uma cidade em escala infantil onde a molecada pode para fazer o que quiser, de sacar dinheiro (de mentirinha, claro) no caixa eletrônico do banco, a brincar de chapeiro no McDonalds. Av. Corrientes, 3247, Abasto / www.museoabasto.org.ar

FEIRA DA PLAZA DORREGO (DE SAN TELMO)
Somente aos domingos - Com 270 barracas que oefrecem talheres de prata e velharias diversas, trajes da epoca, e outros. Minishows com artista de tango e de folclore argentino. E ao redor da praça, bares e restaurantes disputam a preferência dos turistas. Plaza Dorrego, Calle Defensa/Calle Humberto, San Telmo

HIPODROMO ARGENTINO DE PALERMO
designa uma área a descoberto, dotado de arena, em que se realizam exercícios de equitação, corrida de cavalos ou de corrida de bigas.funciona um imenso cassino eletrônico (sem crupiês), com 5 600 máquinas tragamonedas (caça-níqueis) e 210 posições de roleta. Entre as opções gastronômicas está a tradicional Confitería Paris.

CALLE MAGALLANES
é um quarteirão turístico fechado a carros, com restaurantes oportunistas, diversas lojas de suvenires, dançarinos de tango e estátuas vivas.

CALLE ARROYO
estão alguns dos antiquários e galerias de arte mais refinados da cidade. De abril a novembro, na última sexta-feira de cada mês, são realizadas as gallery nights, noites em que as galerias permanecem abertas até mais tarde e os patrocinadores oferecem desde champanhe até concertos.

CAMINITO
Primeiro museu a céu aberto da cidade, essa viela de apenas 100 metros, cercada pelos típicos cortiços de La Boca, é um dos cartões-postais mais visitados de Buenos Aires.

MERCADO DE LAS PULGAS
Para quem procura objetos de segunda mão a preços menores que os de San Telmo, este galpão é o lugar. São diversos estandes com móveis antigos, lustres, quadros a óleo, molduras de época, jogos de louça inglesa, bonecas de porcelana francesa, telefones da década de 50, discos de vinil e congêneres. Calles Dorrego, Conde, General Enrique Martinez e Concepción Arenal, Palermo Viejo

MERCADO DE SAN TELMO
Tem lojas de antiguidades e velharias, mas também há boas bancas de frutas, fiambres e doces, entre outras.

AGUSTINA DEL CAMPO
Galeria especializada exclusivamente na difusão da arte argentina, com trabalhos de nomes reconhecidos e de jovens promessas. Fica na Calle Arroyo, 889, loja 12, Retiro
Tel: (11) 4313-9429 / www.agustinadelcampo.com

CALLE ARENALES
Nessa rua voce encontra mais de 40 lojas de design, arte e decoração, com móveis, vasos, acessórios e objetos variados.

CAMPO MUNICIPAL DE GOLF
Localizado nos Bosques de Palermo, o campo conta com 18 buracos. É possível tomar aulas em alguns de seus drivings. Possui uma loja para aluguel de equipamentos, armários e estacionamento privativo.

EL ZANJÓN
casarão de 1830 com cerâmicas francesas, documentos e um sistema de captação de água da chuva com capacidade para 30 mil litros. Somente visitas guiadas. Calle Defensa, 755, San Telmo - www.elzanjon.com.ar

FERIA DE MATADEROS
Há desde artigos de prata de lei e couro até doces e licores. Para comer, quitutes regionais. E, para ver, apresentações de música folclórica. De março a dezembro, há maior concentração de barracas. No verão, ocorrem quermesses aos sábados (18h/1h), com grupos regionais, tango e teatro de marionetes para crianças. Av. de los Corrales com Av. Lisandro de la Torre, Mataderos - www.feriademataderos.com.ar

IGLESIA DE SAN IGNACIO
Inaugurada em 1675, em estilo barroco, é uma das mais bonitas, e seu em interior se encontra belas imagens e um altar-mor rococó.

MUSEO DE CERA
Tem figuras de personagens como o Almirante William Brown.
Calle Dr. Enrique del Valle Iberlucea, 1261, La Boca
www.museodecera.com.ar

ONCE
La está concentrado o comércio popular da cidade e tem de tudo como tecidos na Calle Azcuénaga; artigos de mercearia e fantasias na Calle Lavalle; bijuterias na Calle Uriburu.


PARQUE DE LA COSTA
O Parque de diversôes mais importante de Buenos Aires, e esta localizado na cidade de TIGRE a 30" de distancia.
Para chegar la nao e recomendavel pegar um taxi, pois custa uma fortuna, sendo assim, a melhor maneira ir de trêm.
Tem duas formas de chegar de trem. a mas simples:
Na estaçao RETIRO pegar o trêm a TIGRE, e alí caminhar ate o parque (500 metros, saindo da estaçao, á direita)
E a outra tem que pegar 2 trens, sendo que o segundo trem vai te deixar na porta do parque.
Na estaçao RETIRO pegar o trêm MITRE- MITRE, mas cuidado, pois esse trem se divide em duas rotas. Pegue o trem que termina na estaçao MITRE, e quando chegar a Mitre subir as escadas e cruzar a avenida para o outro lado da ponte. No final do mini shopping tem o TREM DE LA COSTA que termina o percurso de 20" no PARQUE DE LA COSTA.

TORRE DEL FANTASMA
Conta a lenda que nesta antiga construção habita o fantasma de uma jovem e linda pintora que lá se suicidou. Verdade ou mito, vale a pena apreciar a arquitetura de Guillermo Álvarez.


PASSEIO DE PEDALINHO
Do Rosedal, atravesse a ponte construída em 1914 pelo arquiteto Benito Carrasco para dar uma volta de pedalinho no Parque 3 de Febrero (Avenida Adolfo Berro, 4800-1135).

CASA DA BARBIE
Tem butique, salão de beleza, casa de chá e uma brinquedoteca para crianças a partir de 3 anos. Nem todos os produtos da marca Barbie estão à venda, mas sua chiquita pode fazer um lanche ou pintar uma flor no rosto. Em dias de festa de aniversário, quem não for convidado não entra. Melhor telefonar antes. Scalabrini Ortiz, - www.barbie-stores.com


PARQUES

PARQUE TRES DE FEBRERO
Av. Adolfo Berro, Palermo
www.parquetresdefebrero.gov.ar


RESERVA ECOLÓGICA COSTANERA SUR
Com 200 espécies de pássaros (fora aves migratórias), iguanas, serpentes, castores e outros animais característicos das lagoas e biomas pampianos.
Av. Tristán Achával Rodríguez, 1550, Puerto Madero
+54 (11) 4893-1588 (Telefone) - www.porlareserva.org.ar


JARDÍN BOTÁNICO CHARLES THAYS
São 5 mil espécies de plantas dos cinco continentes, agrupadas pelo local de origem, em um terreno de 87 mil metros quadrados.
Av. Santa Fe, 3951, Palermo
+54 (11) 4831-4527 (Telefone)
www.buenosaires.gov.ar/areas/med_ambiente/botanico


PARQUE BARRANCAS DE BELGRANO
Com 70 espécies vegetais e o valor patrimonial das esculturas fazem do Barrancas de Belgrano um dos parques mais atraentes da cidade.
Av. Juramento/Calle Zavalía, Belgrano


PLAZA MITRE
Quase em frente ao Museo de Bellas Artes, esse agradável gramado em aclive fica salpicado de portenhos aos domingos. Ali, eles se esticam para tomar sol, soborear um mate e fazer piquenique. O pequeno morro é encimado por um pomposo monumento ao ex-presidente Bartolomé Mitre, num dos largos mais charmosos da Recoleta.


ONDE COMER

Na hora do almoço, entre de vez no espírito portenho com uma refeição tradicional, a parrilla do bodegón rústico, ou se preferir, vá de bife de chorizo e tortilla com batatas e cebola.


VIDA NOTURNA

Quando a noite ameaçar cair, siga para a Avenida Nove de Julio, principal artéria viária da cidade e veja as luzes iluminando a mais larga avenida da América do Sul e seu grande símbolo, o obelisco.


E o Tango?
Há as opções almost-Broadway, como o Piazzolla, dramático e belo, e o Señor Tango, um show espetaculoso, com direito a cavalo no palco. Para quem quiser uma experiência mais intimista, a pedida é o Bar Sur. Não é muito sofisticado, funciona em um bar de esquina pequeno, com salão apertado (para umas 30 pessoas, no máximo). O esquema é igual ao dos tangos mais manjados (pacote com jantar ou sem jantar), mas o roteiro é um pouco mais autêntico, com dois excelentes casais de bailarinos revezando-se durante a apresentação. Cada dupla dança umas três músicas e depois eles convidam os turistas para dançar! O acompanhamento musical é perfeito: apenas um bandoneon, um celo e um pianista. Emocionante. Ah, mas não se esqueça de fazer reserva.


COMO CIRCULAR

No Centro tem várias atrações em uma área pequena e plana e por isso não há outra forma de conhecer o calçadão senão a pé.

O meio de transporte de maior uso é o coletivo (ônibus), já que, com mais de 180 linhas, permite não só conectar diferentes pontos da cidade mas, também, alcançar diferentes partidos da província de Buenos Aires.

Metro - que interligam as principais avenidas, atrações, estações de trem e ônibus da cidade. É um boa alternativa para escapar do trânsito na hora do rush (das 17 às 19h30) – mas, claro, nesse período ele também fica lotado.

Táxi – É um dos melhores meios de locomoção por aqui -- a frota é enorme, com quase 40 mil veículos.

O outro meio massivo utilizado para acessar a cidade é a rede ferroviária, já que todas as linhas férreas do país confluem em Buenos Aires. Algumas destas linhas têm conexão com o metrô, o que permite um traslado relativamente fluido a partir da região metropolitana bonaerense até diferentes zonas da cidade. Os trens também são usados pelos portenhos como meio de deslocamento rápido dentro da cidade.


SAIBA MAIS

A maioria dos hotéis se encontram instalados na zona central da cidade, com fácil acesso aos principais pontos turísticos.
Também existem muitas hospedagens e alojamentos alternativos, para quem busca algo mais econômico, e estes estabelecimentos geralmente estão situados em bairros mais distantes, mas o sistema de transporte permite o traslado de uma forma fácil e econômica.
Como a cidade é um polo universitário, existe uma grande quantidade de albergues juvenis e residências universitárias com custos acessíveis para os estudantes, provenientes tanto do interior do país como dos países limítrofes.


DICAS

- Sobre as leis de trânsito
Para dirigir na Argentina, basta apresentar a habilitação brasileira. O documento do veículo deve estar em nome do condutor ou de um dos viajantes – caso contrário, é preciso ter uma autorização do proprietário com firma reconhecida em cartório. Também é obrigatório ter a Carta Verde (seguro para quem transita pelo Mercosul), comprada no Banco do Brasil, no HSBC ou nas seguradoras. Além dos acessórios de praxe, equipe seu porta-malas com cabo de aço para reboque, kit de primeiros socorros e um triângulo de sinalização extra.

- Quando optar pelo transporte público considere o SUBE. Ele é um cartão recarregável para pagar as passagens, utilizando um sistema similar ao Bilhete Único paulistano, mas sem conceder descontos. O SUBE supre a necessidade de carregar moedas e notas pequenas para comprar bilhetes em ônibus,

- Prefira os táxis de frota, que podem ser chamados por telefone ou identificados nas ruas pelo nome da empresa pintado na lataria.

- Remis – Os remises são táxis especiais que cobram um preço fixo para levar os passageiros a um destino determinado, como o aeroporto, por exemplo. É bom calcular previamente quanto sairia o mesmo itinerário em táxi comum, pois, às vezes, o preço fechado da corrida não vale a pena. Além disso, algumas agências não trabalham com veículos em bom estado de conservação. Peça indicação nos hotéis.

- Entre os quitutes locais, dois não podem ficar de fora de sua viagem. O doce de leite, que pode vir in natura ou dentro de alfajores, e as empanadas, que substituem de forma rápida e econômica uma refeição.

- Reservar um tempinho para passar no freeshop do aeroporto de Ezeiza pode ser uma boa: salva os presentinhos esquecidos e tem maquiagem, produtos de beleza, perfumes e até vinhos argentinos bem mais em conta que na cidade. Mas não vale a pena comprar alfajor Havana, por exemplo. Aliás, pergunte aos locais qual é a sua marca favorita e se surpreenda com a variedade de respostas.

- Comer em uma parrilla, restaurante estilo churrascaria, é uma atração turística em Buenos Aires tanto quanto ir ao Caminito ou assistir a um show de tango. Todo visitante quer provar as carnes suculentas que deram fama ao país vizinho.

- Os cortes de carne bovina apresentam nomes e formatos diferentes dos nossos. O bife ancho, de chorizo e o ojo de bife conquistaram de vez os paladares brasileiros. Outros, no entanto, podem não agradar. Se quiser provar um pouquinho de tudo, peça a parrillada, um pot-pourri que também inclui chorizo, morcilla, chinchulín e mollejas.

- GLOSSÁRIO DA PARRILLA ARGENTINA
Bife ancho = é a parte dianteira (e mais macia) do contrafilé
Bife de chorizo = é o trecho traseiro do contrafilé
Ojo de bife = miolo de contrafilé
Lomo = corresponde ao filé mignon
Bola de lomo = trata-se do patinho, usado no famoso filé à milanesa argentino
Medallon de lomo = medalhão de filé mignon
Cuadril = equivale à alcatra
Churrasco de cuadril = miolo de alcatra
Tapa de cuadril = é a versão argentina da picanha
Colita de cuadril = é a ponta da alcatra, mais conhecida como maminha
Vacío = equivale à fraldinha
Chorizo = espécie de linguiça
Morcilla = linguiça de sangue de porco
Asado = é a costela do boi. Quando é cortado na transversal, chama-se asado de tira
Chinchulínes = tripas
Riñones = rins
Molejas = moelas de aves
Choripán = também chamado de chori, é o sanduiche de linguiça
Chimichurri = Molho à base de alho, salsinha, pimenta branca e preta, pimentão moído, orégano, azeite de oliva e azeite balsâmico que pode acompanhar a carne
Na hora de pedir, jugosa é malpassada, al punto é ao ponto e cocida é bem-passada.

- No PUERTO DE FRUTOS tem lanchas que fazem paseios pelo Delta. Sao de 30 a uma hora de duraçao e valem muito a pena.

Neste roteiro você
também encontra:



 
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
Buenos Aires
 


 
Caravana de Turismo

  Home Roteiro Nacional Roteiro Internacional Amigos do CTA Fale Conosco   Guia Permanente
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.
Guia permanente Copyright © 2013 - Todos os direitos reservados.


Serviços e Eventos Serviços Delivery e 24hs Pagína Principal Turismo Lazer Notícias